Seguindo o Círculo de Fogo da Terra


Um grupo de aventureiros russos pretende investigar os maiores vulcões do litoral do oceano Pacífico e no 15 de fevereiro 2011 iniciaram uma expedição patrocinada pela Sociedade Geográfica Russa, batizada de “O círculo de fogo da Terra”. Durante quase três anos, mais exatamente, durante 900 dias, os seus membros terão que percorrer mais de 70 mil quilômetros, fazendo um círculo ao longo do litoral pacífico.

Uma expedição semelhante jamais foi empreendida na história da humanidade. Os seus participantes irão escalar os cumes íngremes da Rússia, EUA, Canadá, México, Guatemala, São Salvador, El Salvador, Nicarágua, Costa Rica, Panamá, Colômbia, Equador, Peru, Chile, Argentina, Nova Zelândia, Austrália, Indonésia, Filipinas e Japão. No processo de estudo dos vulcões da Antártida os viajantes pretendem chegar até o Pólo Sul.

"Esta parte do trajeto é a mais complicada e, ao mesmo tempo, é excepcionalmente interessante." - diz o chefe da expedição Konstantin Merjoiev.

"Ali existe toda uma série de vulcões. Um deles, de nome Erebus, um vulcão ativo, encontra-se nas proximidades da estação polar americana “McMurdo”. Foi planejado escalar este vulcão. Precisamente agora ele está emitindo uma lava incomum que não existe em nenhum outro vulcão do mundo".

Konstantin Merjoiev participa de expedições já há vinte anos e percorreu muitos trajetos difíceis. A viagem em torno do “Circulo de fogo da Terra” foi planejada por ele ainda em 2002. A partir de então os participantes da expedição preparam-se seriamente para ela, pois eles serão os pioneiros neste tipo de jornada. Mas as dificuldades inevitáveis desta jornada de 900 dias não assustam ninguém.

"A força motriz da humanidade é a curiosidade, - diz Konstantin Merjoiev. – O que é que nos pretendemos? Mostrar os recantos do globo terrestre, que provavelmente jamais foram vistos por quem quer que seja. Esta expedição não vai seguir de um hotel para outro. Será totalmente autônoma – deixaremos as tentativas de criar condições normais de vida para si em qualquer lugar, - vamos viver apenas nas tendas.

O grosso da expedição, - seis pessoas,- irá iniciar esta longa viagem a partir do Cabo do Príncipe de Gales, na península de Alasca, e vai seguir até a cidade de Petropavlovsk-amchatski, no Extremo Oriente da Rússia. Além de um objetivo esportivo, isto é, realizar pela primeira vez na história uma viagem ininterrupta de muitos anos ao redor do círculo vulcânico da Terra, - os participantes deste projeto único têm em vista também tarefas científicas sérias, incluindo a realização de observações meteorológicas a fim de determinar o dinamismo de variações climáticas durante os cem últimos anos e uma série de pesquisas médico–biológicas.

À medida que forem avançando pelo trajeto, os participantes da expedição “O anel de fogo da Terra” irão efetuar também pesquisas etnográficas e estudar os usos e costumes dos povos que habitam a faixa vulcânica do Pacifico. A vida desta gente está relacionada à vida dos vulcões, por isso, seria interessante revelar, como esta vizinhança influencia os seus hábitos e seu modo de vida.

Os que desejarem poderão seguir através da Internet tudo que irá ocorrer durante a viagem. Além disso, os participantes da expedição pretendem lançar um documentário, dedicado à sua peregrinação.

Fonte: A Voz da Rússia


TAGs: , , ,

0 comentários:

Postar um comentário