Mito e realidade no Kosovo



Kosovo é um território disputado na península balcânica que na antiguidade fez parte dos impérios Romano, Bizantino, Búlgaro, Sérvio e Otomano e, no século XX, passou às mãos do Reino da Sérvia, do Império Italiano e da Iugoslávia.

A partir da década de 1990, a antiga Iugoslávia esfacelou-se em novos países, mas sem antes deixar um rastro de violência detonado por sangrentas disputas políticas e étnicas. Cinco novos Estados foram criados ao redor da Sérvia, que permaneceu como o baluarte do antigo conglomerado socialista, principalmente nos anos em que esteve sob o comando do presidente Slodoban Milosevic.

Em fevereiro de 2008, depois de mais de uma década de conflitos e uma guerra com ares de limpeza étnica que durou dois anos, a província de Kosovo declarou, unilateralmente, a sua independência. A decisão dividiu as opiniões da comunidade internacional e teve o repúdio da Sérvia. Com a "independência" do Kosovo, o mundo todo voltou suas atenções para os Bálcãs novamente.

A mídia ocidental difundiu a imagem de que a Sérvia invadiu a província de Kosovo, realizando por conseguinte um ato de agressão contra a população local. Ocorre que Kosovo sempre pertenceu à Sérvia, sendo um lugar sagrado para os de fé cristã-ortodoxa, com grande força simbólica para a maioria dos iugoslavos. Não se tratou, pois, de uma invasão estrangeira seguida de ocupação militar, mas sim de uma guerra civil travada entre o governo central e uma província separatista.

O Pós-guerra





Uma mesquita bem ao lado de uma Igreja Ortodoxa Sérvia, uma cena bem comum em todo o País.






A qualidade das ruas e rodovias é bem superior da época do domínio soviético.






Entrada da cidade de Pristina - a capital de Kosovo.






Hotel na entrada da cidade, homenagem simbólica aos que lutaram e morreram no periodo da guerra civil.






Herança maldita - isolamento de um campo minado localizado dentro da cidade de Pristina.






Calçadão Bill Clinton - homenagem a uma das pessoas que ajudaram a definir os rumos de uma interminavel e sangrenta guerra civil.






"Bem, eu desejo para vocês um bom futuro e farei de tudo para apoiar essa idéia para o resto de minha vida" - Bill Clinton, Pristina 01 de Novembro de 2009.






Uma das boutiques localizadas no Calçadão Bill Clinton.






Um Estado de Paz ainda sob a vigilancia de uma Força Tarefa Internacional.






Igreja Ortodoxa abandonada, um dilema para as autoridades locais que não sabem o que fazer com a construção.






Calçadão Madre Teresa - calçadão principal do centro de Pristina.






Aos poucos a vida vai ressurgindo das cinzas de uma guerra civil que devastou o País.






Monumento em homenagem a Madre Teresa.






Sob o manto da aparente calma uma manifestação latente de um eterno conflito religioso entre Critãos Ortodoxos e Muçulmanos.






Muro em homenagem aos jovens que lutaram e morreram na batalha pela "independência de Kosovo".






Um País aonde o armamento pesado e perigoso parece fazer parte da rotina de suas vidas desde a mais tenra idade.






Banca de camelôs - vendem de tudo, desde aparelhos eletronicos, celulares e até cigarros contrabandeados.






Kosovo transformou-se em um "paraíso" de carros roubados em toda a Europa que são vendidos facilmente. Um táxi londrino circula livremente pelas ruas da Capital, tiveram o trabalho de trocar apenas as placas.






Sob a aparente calma persiste ainda alguns focos de conflito entre sérvios e albaneses que ainda ameaça a "paz e a tranquilidade" de um povo eternamente dominado por outras nações.






TAGs: , ,

0 comentários:

Postar um comentário