Acidentes Caros à Humanidade

Ao longo da história, os seres humanos sempre estiveram propensos a acidentes. Alguns, como os acidentes de carros exóticos, chegam a custar uma pequena fortuna. Mas isso é trivial se comparados com os acidentes realmente caro. Leia abaixo uma lista com os acidentes mais caro na história da humanidade - isto inclui danos materiais e despesas relacionadas com o acidente, tais como gastos com a limpeza e danos causados às empresas, não inclui valores intrinsecos e incalculáveis tais como os danos ao meio ambiente e a perda de vidas humanas.

  1. Chernobyl
  2. Em 26 de abril de 1986, o mundo ficou chocado estarrecido com um dos acidentes mais caro da história da humanidade. O desastre da Usina Nuclear Chernobyl contaminou 50% da área da Ucrânia e atingiu Países vizinhos, o custo total foi estimado em cerca de 200 bilhões de dólares. Mais detalhes sobre este pavoroso acidente você pode ler Clicando Aqui.
  3. Space Shuttle Columbia
  4. Um pedaço de isolante termico que se partiu e se soltou na hora da decolagem atingiu a ponta da asa esquerda da nave espacial Columbia e danificou o sistema de proteção termica da nave. Mesmo desconfiando da existencia deste "pequeno probleminha" os 7 tripulantes (5 americanos, 1 israelense e 1 indiano) cumpriram a sua missão espacial e no dia 1 de Fevereiro de 2003, durante os procedimentos de reentrada da nave espacial na atmosfera terrestre, a nave não resistiu o calor gerado pelo atrito e desintegrou-se sobre o espaço aéreo Texano. Segundo a NASA este acidente custou aos seus cofres a bagatela de 13 bilhões de dólares. Mais detalhes sobre este acidente você pode ler Clicando Aqui.
  5. Prestige - Vazamento de Petróleo
  6. No dia 13 de Novembro de 2002 o navio Prestige de bandeira Liberiana, registrado nas Bahamas e de propriedade de uma empresa Grega, que transportava 77.000 toneladas de petróleo bruto, foi atingido por uma tormenta na costa espanhola da região da Galícia e partiu se no meio provocando uma catástrofe ecológica que atingiu a Espanha, Portugal e a França e custou a bagatela de 12 bilhões de dólares. Mais sobre o acidente Clicando Aqui.
  7. Challenger Explosion
  8. Acidente ocorrido no dia 28 de Fevereiro de 1986 73 segundos após a nave espacial Challenger ter decolado quando um dos anéis de vedação do tanque de combustível sólido falhou provocando com isto a explosão e a desintegração da nave sobre a costa atlântica da Flórida matando todos os seus 7 tripulantes. Foram mais 5 bilhões de dólares de prejuízo para os cofres da NASA. Leia mais sobre este acidente Clicando Aqui
  9. Plataforma Marítima Piper Alpha
  10. Localizada no Mar Do Norte e operado pela Occidental Petroleum, esta plataforma entrou em operação no ano de 1976 e foi inicialmente projetada para a extração de petróleo e posteriormente adaptada para a extração de gás natural e o origem do acidente aconteceu extamente em um dos tubos que transportava o gás para uma base de armazenamento. Morreram 167 operários e o acidente custou a bagatela de 3,5 bilhões de dólares e é considerado como o pior desastre da indústria de extração de petróleo do Mar do Norte. Mais sobre o acidente Neste Link Aqui.
  11. Exxon Valdez
  12. Exxon Valdez (atualmente chamado Dong Fang Ocean e anteriormente conhecido também como Exxon Mediterranean, SeaRiver Mediterranean, S/R Mediterranean e Mediterranean) é um navio petroleiro que ganhou notoriedade em 24 de março de 1989, quando 50.000 m³ a 150.000 m³ (aproximadamente 257.000 barris) do petróleo que transportava foram lançadas ao mar, na costa do Alasca, depois de o navio encalhar na Enseada do Príncipe Guilherme (Prince William Sound). Em conseqüência, houve um grande desastre ambiental. Centenas de milhares de animais morreram nos meses seguintes. De acordo com as estimativas, morreram 250.000 pássaros marinhos, 2.800 lontras marinhas, 250 águias e 22 orcas, além da perda de bilhões de ovos de salmão. Foi o segundo maior derramamento de petróleo da história dos Estados Unidos. Na época, o navio pertencia à ExxonMobil. Foram gastos aproxidamente 2,5 bilhões de dólares na tentativa de limpar o petróleo derramado e a empresa foi multada e 5 bilhões de dólares dos quais, após julgamento de recurso judicial, pagou apenas 1 bilhão. Mais sobre o acidente Neste Link Aqui.
  13. Plataforma Marítima Horizon
  14. No dia 20 de Abril de 2010 uma explosão na Plataforma Marítima Horizon de prospecção de petróleo, instalada no Golfo do México e terceirizada pela British Petroleum (BP) para uma empresa denominada Transocean , deu início à maior tragédia ambiental já sofrida pelos EUA. Depois de matar 11 operários que atuavam em seu interior e de arder por 36 horas sem que os bombeiros da Guarda Costeira Americana conseguissem debelar o incêndio, a plataforma finalmente afundou rompendo assim o duto central por onde passava todo petróleo que era extraído do fundo mar. Despois de diversas tentativas furstradas para se conter o vazamento, somente no dia 3 de Agosto de 2010 o governo americano declarou oficialmente que o vazamento havia sido paralisado. Calcula-se que aproxidamente 5 milhões de barris de petróleo foram despejados no mar e somente 800 mil foram recuperados. A empresa BP declarou que criou um fundo de 20 bilhões de dólares para serem utilizados na cobertura dos danos causados pelo desastre e até a presente data já foram gastos mais de 12 bilhões de dólares.
  15. Fukushima Dai-ichi
  16. O grande terremoto de 9 graus na escala Richter, seguido de um gigantesco Tsunami cujas ondas em algumas regiões atingiram quase 30 m de altura, que arrasou o nordeste do Japão no dia 11 de Abril de 2011, provocou também o maior desastre nuclear em território japones. As gigantescas ondas do Tsunami encobriram os muros de proteção da usina e inundaram os reservatórios de combustíveis e as casas das máquinas responsáveis pelo resfriamento dos reatores em caso de emergencia. Vários incêndios seguidos de explosões, danificaram seriamente a estrutura de usina e causaram o vazamento de material altamente radioativo contido principalmente nos vapores expelidos pelos reatores. Depois de uma intensa batalha de quase 30 dias a empresa TEPCO, operadora dos reatores, conseguiu restabelecer o controle do processo de resfriamento e após muita relutância reclassificou o acidente como sendo de Nível 7 - mesmo grau de Chernobyl - ressaltando porém que a quantidade de vazamento do material radioativo correspondia a apenas 10% do de Chernobyl. Calcula-se que o custo total deste acidente atingirá a bagatela de 28 bilhões de dólares, isto sem contar os prejuízos que toda a indústria de material nuclear do mundo terá de arcar com os cancelamentos e adiamentos de centenas de projetos no mundo todo.


TAGs: , ,

0 comentários:

Postar um comentário