Hot!

Arquiteturas arrojadas.

Conheça aqui algumas obras primas da arquitetura moderna espalhadas ao redor do mundo. Sejam elas compostas de formas suaves, harmônicas, agressivas, disformes, lineares, incompreensíveis ou exóticas são obras que enchem nossos olhos de beleza e harmonia e que sem sombra de duvida alguma representam o melhor da capacidade criativa e construtiva do ser humano.

01. The Pyramids (Indianapolis, USA)




As pirâmides foram construídas entre 1967 e 1972 pela College Life Insurance Company, que estava se expandindo rapidamente e procurava acomodar sua crescente equipe. Decidiu-se por um projeto de Kevin Roche composto de nove torres idênticas de escritórios, cada uma com onze andares de altura, cada uma com 36.576 m². Isso permitiria que se construíssem torres, já que precisavam de espaço adicional nos escritórios sem deixar os prédios ociosos ou subutilizados. Apenas as três torres iniciais foram construídas em forma de pirâmides.



Cada torre é composta de duas paredes de concreto armado, das quais se projetam os pisos de escritórios desobstruídos. Essas paredes de concreto fornecem o suporte para os pisos, bem como servem como núcleos de serviço em forma de L. As outras duas paredes são cobertas por vidro externo azul e cada edifício é conectado aos outros por passagens subterrâneas e acima do solo. Depois que foram totalmente construídos, a College Life Insurance Company deixou os edifícios e eles agora são usados ​​por várias empresas.

02. Neuer Zollhof Building (Dusseldorf, Alemanha)




Obra do genial Frank Owen Gehry, nascido Ephraim Owen Goldberg (Toronto, 28 de fevereiro de 1929), um arquiteto canadense, naturalizado norte-americano. Ganhador de 5 Prêmios Pritzker, tido como o Nobel da Arquitetura.

Nascido em Toronto numa família judaica, Gehry mudou-se aos dezessete anos para Los Angeles, Califórnia, para depois se formar na University of Southern California em arquitetura. Depois estudou planejamento urbano em Harvard. Atualmente vive em Los Angeles.

Possui dezenas de trabalhos arquitetônicos criativos e fantásticos espalhadas pelo mundo todo, uma lista completa destas obras pode ser visualizada nesta página da Wikipedia.

03. The Mushroom House (La Jolla, California)




Obra do arquiteto Dale Naegle para Sam Bell, da Bell's Chips & General Mills. Bell tinha comprado uma casa de verão com vista para o Oceano Pacífico e queria construir uma casa de hóspedes. A propriedade incluía um penhasco de 91 m de altura e abaixo havia uma praia isolada só acessível na maré baixa através das rochas escarpadas.

Um elevador de 91 m da casa principal para a casa de hóspedes foi construído em primeiro lugar, necessário para o desenvolvimento do acesso à praia. Os surfistas que costumavam frequentar a praia de Black's deram à estranha casa o nome "Mushroom House", devido à semelhança com um fungo.

04. Klein Bottle House (Rye, Victoria, Australia)




As paredes desta casa na Austrália, dos arquitetos McBride Charles Ryan, têm facetas e dobras em forma de origami. Localizada na costa sul, a casa de férias recebeu o nome de Klein Bottle, que é o termo matemático para uma superfície com uma indefinível esquerda, direita, superior ou inferior.

05. Robert Bruno's Steel House (Lubbock, Texas)




Viajando pela zona rural do Texas não é estranho você se deparar, no meio do nada, com peças de arte em planícies desérticas que, à primeira vista, parecem ser meras aparições.

Entre eles está a "Steel House (Casa de Aço)", do falecido empresário e escultor Robert Bruno. Parte da escultura, parte da casa e parte da cápsula do tempo dos anos 70 no Texas, a estrutura está localizada em Ransom Canyon, a cerca de 24 km a leste de Lubbock.

A peça em negrito é feita com 150 toneladas de aço que se apoiam em pernas estreitas, dando a ilusão de uma espaçonave pairando. A casa de três andares, com 2200 metros quadrados, fica na beira de uma colina irregular, com vista para um lago próximo.

Bruno, a figura por trás do projeto ambicioso, morava na estrutura enquanto o soldava quase completamente sozinho. Ele começou a construção em 1974 - um ano depois de começar a esboçar os planos para a estrutura - e permaneceu lá, soldando e trabalhando, até sua morte em 2008.

06. Interesting Architecture (Macau, China)




Macau foi colonizada e administrada por Portugal durante mais de 400 anos e é considerada o primeiro entreposto, bem como a última colônia europeia na Ásia. Com uma superfície total de 28,6 km² e uma população de 538 mil habitantes, sendo a esmagadora maioria de etnia chinesa. Foram feitos muitos aterros na foz do rio das Pérolas para conseguir mais espaços para construção.

E esta pequena Ilha está conseguindo mesclar harmoniosamente o antigo com o moderno, cuidando e zelando pela preservação e construindo dezenas de prédios de arquiteturas arrojadas. Confira abaixo uma pequena amostra da modernidade e do arrojo arquitetônico de Macau:


07. MGM Macau (Macau, China)




O MGM Macau, anteriormente conhecido como MGM Grand Macau, é um resort de cassino de 35 andares e 600 quartos localizado na Península da Sé , em Macau. Sob uma subconcessão aprovada pelo governo de Macau, o projeto pertence e é operado como uma joint-venture (50%-50%) entre a MGM Resorts International e Pansy Ho, filha do magnata do cassino de Macau, Stanley Ho . A subconcessão é um dos vários exemplos de construção de novos cassinos após o fim do monopólio concedido pelo governo por décadas a Stanley Ho.

O MGM Grand Macau foi inaugurado em 18 de dezembro de 2007 a um custo de US $ 1,25 bilhão. O empreendimento foi renomeado para MGM Macau, como parte do reposicionamento da MGM Mirage em 2010 para a MGM Resorts International.

Recentemente a MGM Resorts International inaugurou um outro empreendimento, denominado MGM Cotai, a um custo de US $ 4,5 bilhões, esse novo resort de cassino possui 1.400 quartos.



08. AT&T Tower (Minneapolis – Downtown)




A AT&T Tower é um arranha-céu de 141 m de altura construído em Minneapolis pela gigante das Telecomunicações Americana que fica localizado na esquina da Marquette Avenue com a 9th Street South. Foi concluído em 1991 e tem 34 andares.

Abriga os escritórios da AT&T, Nuveen Investments, Nation Field, a sede da FICO, Fallon Worldwide, Syncada, o Consulado Geral Honorário norueguês, DeWitt Mackall Crounse & Moore e outros inquilinos. É o 14º edifício mais alto da cidade.

Uma passarela aérea liga o edifício à Torre TCF e ao Centro Internacional Foshay Tower que fica do outro lado da rua ao norte. O lobby do piso principal é compartilhado com o Oracle Center. O primeiro e segundo andares contêm restaurantes e inúmeras pequenas lojas.



09. IAC Blues (New York, NY)




O Edifício IAC, a sede da Inter Active Corp localizado na 555 West 18th Street, na esquina nordeste da Eleventh Avenue, no bairro Chelsea de Manhattan , Nova York , é um edifício projetado por Frank Gehry que foi concluído em 2007. O prédio foi o primeiro projeto de Frank Gehry em Nova York e contou com a maior tela de alta definição do mundo no momento no seu hall de entrada.

10. Hotel Marques De Riscal (Elciego, Espanha)




Mais um arrojado projeto de Frank Gehry, o moderno e brilhante hotel fica em meio às muralhas medievais da cidade de Elciego. Uma hora e meia de carro do aeroporto de Bilbao, é fácil chegar de carro. Algumas das bodegas de vinho mais famosas do mundo estão a 30 minutos ou menos de carro - mas a verdade é que você vai querer ficar perto do hotel e da impressionante Ciudad de Vino (Cidade do Vinho).


11. Museu Nacional do Índio Americano (Washington, USA)




O Museu Nacional do Índio Americano faz parte da Smithsonian Institution e está comprometido em promover o conhecimento e a compreensão das culturas nativas do Hemisfério Ocidental - passado, presente e futuro - por meio da parceria com os povos nativos e outros. O museu trabalha para apoiar a continuidade da cultura, valores tradicionais e transições na vida nativa contemporânea.

O edifício curvilíneo de cinco andares e 23.000 m² é revestido por um calcário de cor dourada projetado para evocar formações rochosas naturais moldadas pelo vento e pela água ao longo de milhares de anos.

O museu está situado em um terreno de 17.200 m² e é cercado por zonas úmidas artificiais . A entrada voltada para o leste do museu, sua janela de prisma e seu alto espaço de 36 metros para apresentações nativas contemporâneas são resultados diretos de extensas consultas com os povos nativos. O museu oferece uma variedade de exposições, exibições de filmes e vídeos, programas de grupos escolares, programas públicos e apresentações de culturas vivas ao longo do ano.

O arquiteto e projetista do museu é canadense Douglas Cardinal (Tribo Blackfoot ) e os projetos de design são da GBQC Architects of Philadelphia e do arquiteto John Paul Jones (Cherokee / Choctaw).

12. Corredor da Fama e Museu do Rock and Roll (Ohio, USA)




É um museu e uma instituição situada em Cleveland, Ohio, Estados Unidos, dedicado, como o nome sugere, a registrar a história de alguns dos mais conhecidos e influentes artistas, produtores e outras pessoas que tiveram grande impacto na indústria do rock e do pop.

Desde 1986, vários artistas, não apenas do rock, mas de toda a música jovem em geral, são incluídos no Salão da Fama em uma cerimônia anual na cidade de Nova York. O primeiro grupo de indicados, agraciados em 23 de janeiro de 1986, incluía Chuck Berry, James Brown, Ray Charles, Fats Domino, Everly Brothers, Buddy Holly, Jerry Lee Lewis e Elvis Presley. Atualmente, o principal critério para a inclusão de uma banda ou artista é que seu primeiro álbum tenha sido lançado pelo menos há 25 anos.

O museu, de aço e vidro, só abriu em 21 de setembro de 1995, em um prédio projetado por I. M. Pei. Fica às margens do Lago Erie em Cleveland, perto do Cleveland Browns Stadium. A localização do museu foi controversa, mas considerada historicamente apropriada, uma vez que o DJ Alan Freed, creditado como um dos que mais divulgaram o gênero e que cunhou o termo "rock and roll", nasceu ali.

13. Torre Agbar (Barcelona, Catalúnia)




A torre está localizada na cidade de Barcelona, na Espanha e mede cerca de 142 m de altura. Na sua construção foram utilizados diversos materiais. Até ao piso 26, em que o edifício apresenta a forma de um cilindro, é essencialmente constituído por cimento e vidro. A partir do vigésimo sexto andar até à cúpula foram utilizados aço e vidro. A superfície do edifício é constituída por placas de alumínio coloridas.

Esta torre, construída pelo arquiteto Jean Nouvel, pertence à Companhia das Águas de Barcelona. É o terceiro edifício mais alto da capital catalã, atrás do Hotel Arts e da Torre Mapfre.


14. Elephant Building or Chang Building (Tailandia)




O Edifício do Elefante ou o Edifício de Chang é um prédio construído no distrito comercial norte de Bangkok, Tailandia. É um dos edifícios mais conhecidos em Bangkok, uma vez que se assemelha a um elefante . Foi uma colaboração entre o Dr. Arun Chaisaree e o arquiteto Ong-ard Satrabhandhu, ambos Tailandeses. O edifício tem 32 andares e 102 metros de altura. Foi concluído em 1997. O Edifício Elefante foi classificado como número quatro entre os "20 Arranha-céus Icônicos do Mundo" pela CNNGo em fevereiro de 2011.

15. Frank Lloyd Wright’s Falling Water (Mill Run, Pennsylvania)




A Casa da Cascata, conhecida mundialmente como FallingWater, é uma casa projetada pelo arquiteto Frank Lloyd Wright em 1935, localizada no sudoeste rural da Pensilvânia, distante 69 km a sudeste de Pittsburgh . A casa foi construída em parte sobre uma cachoeira em Bear Run, na seção Mill Run de Stewart Township, Condado de Fayette, Pensilvânia, localizada nas terras altas de Laurel das Montanhas Allegheny. A casa foi projetada como uma chacara de fim de semana para a família de Liliane Kaufmann e seu marido, Edgar J. Kaufmann , proprietário da Loja de Departamentos Kaufmann.

A casa foi tombada pelo Patrimônio Histórico Nacional em 1966. Em 1991, membros do Instituto Americano de Arquitetos (AIA) classificaram Fallingwater como "o melhor trabalho de todos os tempos da arquitetura americana" e em 2007, ficou em 29º lugar na lista de arquitetura favorita da América de acordo com o AIA .



16. Bolwoningen (’s-Hertogenbosch, Holanda)




O bairro de Maaspoort, na cidade de Den Bosch, é um típico subúrbio holandês do início dos anos 80: pequenas ruas sinuosas e casas de cores sóbrias, com telhados inclinados e pequenos jardins frontais. Nada poderia ser mais comum. Mas eis que algo estranho surge à vista. Ao lado de um canal e de um parque no meio do subúrbio, incrustado em uma vegetação desordenada, há um campo de 50 casas globo brancas parecidas com cogumelos, parecendo o cenário de um filme de ficção científica dos anos 60.

O bolwoningen (que se traduz como casas/apartamentos "bola" ou "lâmpada") foi projetado no final de 1970 pelo artista idiossincrático e escultor Dries Kreijkamp e construído em 1984. Eles compartilham algumas características com o "kubuswoningen" muito mais famoso ("Cubo") de Piet Blom em Roterdã - construído no mesmo ano e concebido com um espírito similar. Mas enquanto as casas Cubo de Blom são apenas mais uma nota estranha na cacofonia arquitetônica de Roterdã, os bolwoningen são alienígenas de verdade em seu bairro de uma cidade de porte médio.


17. Biblioteca Pública Central de Seattle (Seattle, EUA)




O edifício de vidro e aço de 11 andares (56,9 metros de altura) no centro de Seattle, foi aberto ao público no domingo, 23 de maio de 2004. Rem Koolhaas e Joshua Prince-Ramus da OMA/LMN Arquitetos foram os principais arquitetos. A biblioteca pública de 33.722 m² pode armazenar cerca de 1,45 milhão de livros e outros materiais, possui estacionamento público subterrâneo para 143 veículos e possui mais de 400 computadores abertos ao público.

A biblioteca tem uma aparência única e marcante, consistindo em várias "plataformas flutuantes" discretas, aparentemente envoltas em uma grande rede de aço ao redor da pele de vidro. Os visitas a arquitetura do prédio começaram em junho de 2004.


18. Museu de Arte de Akron (Akron, Ohio, USA)




O museu foi inaugurado em 01 de fevereiro de 1922, como o Akron Art Institute. Ele estava localizado em dois quartos emprestados no porão da biblioteca pública. O Instituto ofereceu aulas de apreciação artística que foram organizadas por Edwin Coupland Shaw e sua esposa Jennifer Bond Shaw. Ele cresceu consideravelmente desde aquela época. O novo museu foi aberto ao público em 17 de julho de 2007 e recebe shows de coleções nacionais e internacionais.

O edifício John S. e James L. Knight com 5.900 m² foi projetado pelo escritório de arquitetura vienense Coop Himmelb Au após uma concorrência internacional. A empresa foi escolhida em parte por seu uso adaptativo de edifícios históricos e o Edifício Knight é o primeiro projeto da empresa nas Américas. A inauguração do novo edifício foi realizada em 22 de maio de 2004.

O design da Coop Himmelb Au integra um espaço adicional de galeria, um auditório e um café com o edifício do museu de 1899, utilizando elementos visuais contrastantes, surpreendentes e fantasiosos.

19. Chemosphere (Los Angeles, USA)




O Chemosphere é uma casa modernista , localizada em Los Angeles , Califórnia, projetada pelo arquiteto John Lautner em 1960. Ela é um octógono de um andar com cerca de 200 m² de área útil. A casa está assentada no topo de um poste de concreto de 1,5 m de altura, e possui quase 9 m de altura. Este design inovador foi a solução de Lautner para um local que, com uma inclinação de 45 graus, era praticamente inacessível. Por causa de um pedestal de concreto com quase 6 metros de diâmetro, enterrado sob a terra e sustentando o poste, a casa sobreviveu a terremotos e fortes chuvas.

O Chemosphere foi declarado Monumento Histórico Cultural de Los Angeles em 2004. Ele também foi incluído em uma lista das 10 maiores casas de todos os tempos em Los Angeles em uma pesquisa de especialistas do Los Angeles Times em dezembro de 2008.


20. SANAA, New Museum (New York, USA)




O Novo Museu de Arte Contemporânea , fundada em 1977 por Marcia Tucker , é um museu em Nova York localizado na 235 Bowery , em Manhattan 's Lower East Side . É um dos poucos museus de arte contemporânea do mundo exclusivamente dedicado a apresentar arte contemporânea de todo o mundo.

A instalação de 7.000 m² e sete andares foi projetada pela firma Sejima + Nishizawa / SANAA, sediada em Tóquio, e pela empresa Gensler , sediada em Nova York , expandiu bastante as exposições e o espaço do museu.

O design do SANAA foi escolhido porque estava de acordo com a missão do museu - a flexibilidade do edifício, sua atmosfera mutável corresponde à natureza em constante mudança da arte contemporânea. Sua decisão ousada de colocar uma pilha de caixas brancas no bairro Bowery e seu sucesso para alcançar uma relação simbiótica harmoniosa entre os dois manifesta a coexistência de diferentes dinâmicas energéticas da cultura contemporânea.