Lagos Vulcânicos incríveis.


Lagos vulcânicos podem se formar de diferentes maneiras. A primeira forma é simplesmente quando uma cratera se enche de água. A segunda maneira é, quando um vulcão entra em erupção uma imensa quantidade de magma é liberada, a câmara vazia de magma desaba sob o peso da terra e, com isso forma-se um grande recuo chamado de "caldeira". Eventualmente, a "caldeira" se enche de água, nos proporcionando a formação desses belíssimos lagos vulcânicos.

Todos eles têm um passado explosivo, um presente bonito e majestoso, e um futuro potencialmente devastador. Conheça os 10 lagos vulcânicos mais incríveis deste Planeta.

01. Lago Kawah Ijen




O mais incrível vulcão indonésio é Kawah Ijen (2.600 m ou 8.660 pés de altura), a "cratera Verde" situada na parte Leste do arquipélago de Java, que tem um lago com 36 milhões de metros cúbicos de uma solução de ácido sulfúrico e cloreto de hidrogênio, o mais poderoso dos ácidos existentes no nosso Planeta.

Nas bordas do lago, as chaminés (erupções de gases vulcânicos) despejam 4 toneladas de enxofre diariamente. Lagos de ácidos também são encontrados perto de vulcões como o Kusatsu-Shirane (Japão) e o Poas (Costa Rica), mas o lago da Indonésia é de longe o maior lago de ácido na Terra, tendo uma profundidade máxima de 212m (706 pés). Estes lagos são resultantes da mistura da água da chuva com gases vindo das profundezas dos vulcões.

As paredes do Lago de Idjen Kawah pussuem uma coloração ocre claro, mas a água tem uma cor azul-turquesa, com reflexos de esmeralda. A temperatura da água é de 34o C, e as bolhas de enxofre flutuam na superfície. Os arredores estão cobertos por um pó de enxofre. O cheiro é penetrante e irritante e cheio de dióxido de enxofre. De lugar para lugar, enxofre derrama a uma temperatura de 120 ° C, formando trilhas vermelho brilhante que gradualmente se solidificam mudando então a sua tonalidade para amarelo-limão.


O lago contém 600 mil toneladas de cloreto de hidrogênio, 550 mil toneladas de ácido sulfúrico, 200 mil toneladas de sulfato de alumínio e 170 mil toneladas de sulfato de ferro.

Pessoas da área vizinha extraem manualmente o enxofre do interior das crateras - um trabalho extremamente difícil, insalubre e perigoso. Para aumentar a eficiência, os trabalhadores constroem túneis de pedra e chapas onduladas para canalizar as chaminés ricas em enxofre que passam por um resfriamento e se solidificam no interior desses canais improvisadas, que são posteriormente quebrados. O material recuperado contém enxofre com 99% de pureza. O enxofre é feito em pedaços, carregado em cestos e transportadas nas costas para fora da cratera.

Na atmosfera irritante e corrosiva da cratera, a proteção das pessoas é apenas um pedaço de tecido usado para cobrir suas bocas e narizes. Cada trabalhador pode transportar de 40 a 70 kg de uma só vez nas encostas abruptas do vulcão, utilizando escadas de bambu, onde a inclinação é muito íngreme.

Uma vez no topo, os trabalhadores devem descer para o local de pesagem. Em um dia, um homem pode transportar até 360 kg (750 libras) de enxofre. A produção diária da exploração é de apenas de 4 toneladas, uma quantidade irrisória, se considerarmos o fato de que a cratera abriga 30 mil toneladas de enxofre. O enxofre é transportado para Banjuwangi, 37 km (23 milhas) de distância e utilizado na vulcanização da borracha ou no refino de açúcar.

Galeria de Fotos do Lago de Idjen Kawah














02. Lago De Coatepeque




O Coatepeque é uma Caldeira Vulcânica distante a uma hora de viagem de carro de San Salvador, Capital de El Slvador, na América Central, e na sua parte leste localiza-se o imenso e belo Lago De Coatepeque com seus 6 km de largura e 120 m de profundidade e rodeado por encostas verdes de 250-500 metros de altura em média.

A caldeira foi formada durante uma série de grandes erupções vulcânicas ocorridas na região à cerca de 72.000 e 57.000 anos atrás e atualmente é um dos pontos turísticos mais visitados de San Salvador dotado de uma boa infra-estrutura hoteleira e residencias de veraneio ao longo de sua margem.


03. Lago Towada




Localizado entre as Províncias de Aomori e Akita, no arquipelago de Honshu, Japão. Com uma superfície de 61,1 km² e profundidade máxima de 327.0m, é o 12º maior lago do Japão e ponto turístico muito popular.

O lago esta localizado em uma caldeira de um vulcão ativo e é fruto de diversas erupções vulcânicas que aconteceram a cerca de 55.000, 25.000 e 13.000 anos atrás.

A área em torno do Lago Towada permaneceu praticamente deserta, até ao final do período Edo , quando o clã Nambu de Morioka passou a exercer forte domínio sobre a região e iniciaou um projeto de recuperação de terras em larga escala utilizando o rio Oirase para irrigação. Em 1903, em grande parte graças aos esforços de Wainai Sadayuki , trutas foram introduzidas no Lago Towada que atualmente conta possui uma população de salmão , carpas , carassius e enguia japonesa.

Galeria de Fotos do Lago de Idjen Kawah















04. Monte Katmai




No dia 06 de junho de 1912, o Novarupta - um dos integrantes de uma cadeia de vulcões da penísula do Alaska - entrou em erupção dando origem a uma das maiores explosões vulcânicas do Século XX. Foi uma explosão tão forte e violenta que "roubou" o magma de um outro vulcão, Monte Katmai, localizado a 9 quilômetros de distância a Leste, fazendo com que a cúpula do Monte Katmai e adjacencias desabassem ou se fundissem em pedaços, formando uma cratera com cerca de 3 a 5 quilometros de largura e quase 800 m de profundidade.

A erupção jogou mais de 12 milhões de metros cúbicos de magma e cinzas que cobriram de mais de 100 Km², em alguns pontos as cinzas atingiram 150m de espessura e o Monte Katmai ficou reduzido a uma montanha com apenas 2.047 m de altura.

Quatro anos depois da explosão, pesquisadores conseguiram chegar, pela primeira vez, à base do monte. Num vale próximo surgiu um sem número de chaminés (hoje inexistentes) - conhecido como o "Vale dos Dez Mil Fumos" - resultantes da evaporação da água do solo em contacto com as cinzas quentes.

Há evidências da atividade vulcânica na cratera, não só através das chaminés de fumaça mas principalmente pelo fato do lago permanecer descongelado no no rigoroso inverno ártico.




05. Lago Laach




É um lago caldeira que fica localizado em Rhineland-Palatinate , Alemanha, próximo às cidades de Koblenz (24 km), Bonn ( 37 km), Andernach (8 km), e Mayen (11 km).

O lago fica 259 m acima do nível do mar, possui 8 km de circunferência e é rodeado por um anel de morros altos. A água é azul, muito fria e amarga ao paladar. O lago não tem saída natural, sendo assim o nível da água muda consideravelmente devido à evaporação e as condições de chuva.

A caldeira foi formada após uma violenta erupção datada de 12.900 anos atrás. Estima-se que foram expelidos 6.000m³ de magma que produziram produzindo cerca de 16.000m³ de tephra (Lixo e entulho vulcânico).

A erupção do Laacher causou um resfriamento global, e piroclasto (rocha sólida expelida para o ar pela erupção) ainda pode ser encontrado em diversas partes da Europa.

06. Lago Taupo




O Taupo é o maior lago da Nova Zelândia, e acredita-se que ele surgiu cerca de 26,5 mil anos atrás. A erupção que deu origem ao lago é a maior conhecida em pelo menos 69 mil anos. A coluna de erupção teria sido duas vezes maior que o da erupção Monte Santa Helen, e registros históricos da China e de Roma afirmaram que o céu ficou vermelho em decorrência da erupção. Este vulcão é atualmente considerado dormente, mas provavelmente irá despertar de seu longo sono em algumas centenas de anos.

07. Lago Toba




Possuindo cerca de 100 quilômetros de extensão, 30 quilômetros de largura e 505 metros de profundidade, localiza-se na região central da da parte norte da Indonésia, na Ilha de Sumatra, possuindo uma elevação de superfície de cerca de 900 metros. É o maior lago na Indonésia e o maior lago vulcânico do mundo.

A "super-erupção vulcânica" que deu origem ao lago aconteceu entre 69.000-77.000 anos atrás e acredita-se que tenha sido a maior catástrofe geo-climática do nosso planeta nos últimos 25 milhões de anos. O evento ocasionou um declínio mundial da temperatura entre 3 a 5° C (5-9° F) e de até 15 ° C (27,0° F) nas latitudes mais altas, criando um gargalo populacional na região central da África Oriental e Índia, que afetou a herança genética de todos os seres humanos de hoje, a populaçã humana foi reduzida a apenas algumas dezenas de milhares de pessoas.

Apenas para se ter uma idéia da magnitude deste evento, embora a erupção tenha acontecido na Indonésia , uma camada de 15 cm de espessura de cinzas vulcânicas foi depositada em todo o Sul da Ásia, em alguns locais na região central da Índia a espessura desta camada de cinzas atingiu 6 m de espessura e na Malásia chegou a 9 m. Além disso, calcula-se que 10.000 milhões de toneladas métricas de ácido sulfúrico e 6,000 milhões de toneladas de dióxido de enxofre foram despejados na atmosfera, causando uma violenta chuva ácida.

08. Lago Crater




É um lago vulcânico localizado na região centro-sul do Estado de Oregon, EUA, que formou-se há 7.700 anos atrás pelo colapso do vulcão Monte Mazama . Não há rios que correm para dentro ou para fora do lago, a evaporação é compensada por chuvas e pelo derretimento das geleiras em volta do lago a uma taxa anual na qual a quantidade total de água é substituída a cada 250 anos.

O Lago Crater está localizado mais precisamente no Condado de Klamath , aproximadamente 97 km a noroeste da sede do Condado de Klamath Falls , e cerca de 130 km a nordeste da cidade de Medford.

A sua largura varia de 8 a 10 km de diâmetro com uma profundidade média de 350 m. A sua profundidade máxima foi medida em 594 m - é o mais profundo lago no Estados Unidos , o segundo mais profundo na América do Norte , após o Grande Lago do Escravo , no Canadá, e o nono lago mais profundo do mundo(Lago Baikal é o mais profundo).

09. Lago Heaven




O Heaven, ou ?Céu?, está situado na fronteira entre a China e a Coreia do Norte. Situado dentro de uma caldeira, abrange 9,82 quilômetros quadrados. É um lago belíssimo tipicamente coberto por gelo de outubro a junho. É também o lar do lendário Monstro do Lago Tianchi. O primeiro avistamento da criatura aconteceu em 1903, quando ele supostamente atacou três pessoas e depois voltou para a água, após ser baleado seis vezes.

Em 1962, um homem que olhava através de um telescópio relatou que viu duas criaturas se perseguindo na água, e centenas de pessoas confirmaram o fato no mesmo dia. A descrição do monstro foi alterada ao longo dos anos. Em 2007, um repórter chamado Zhuo Yongsheng disse que gravou 20 minutos de vídeo que mostra seis criaturas não identificadas nadando no lago. Ele é fascinante, mas é preciso coragem para se aventurar pelas suas redondezas.


10. Lago Nyos




O Lago Nyos é uma cratera com 2 quilômetros de comprimento situado na parte ocidental de Camarões. O lago tem uma câmara de magma abaixo dele, que constantemente infiltra dióxido de carbono para dentro do lago, transformando a água em ácido carbônico.

Ao longo dos milhares de anos escoando dióxido de carbono, o lago ficou saturado e teve alguns efeitos devastadores, o principal em 2 de agosto de 1986. Um deslizamento de terra fez com que o lago liberasse 1,6 milhões de toneladas de dióxido de carbono. A nuvem sufocou mais de 1,7 mil pessoas e 3,5 mil cabeças de gado que estavam em um raio de 25 quilômetros do local.

Essa foi a primeira asfixia em massa conhecida devido a um evento natural. Após tal evento, o lago foi nomeado como o mais perigoso pelo livro Guinness World Records. Os cientistas ainda estão trabalhando na desgaseificação do lago para torná-lo mais seguro.


TAGs: ,

0 comentários:

Postar um comentário